0

A lama do DEMsalão não tem fim. Lembram do deputado distrital Júnior Brunelli, aquele do vídeo da oração da propina? Pois como ele renunciou para escapar da cassação, a Câmara Legislativa do DF convocou seu suplente, que é ninguém menos que Geraldo Naves (aquele que entregou o bilhete de Arruda ao jornalista Edson dos Santos, o Sombra), preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, acusado de obstruir as investigações sobre o esquema de corrupção no DF.

Como a prisão preventiva não retira de Naves os direitos políticos, a situação absurda é que ele depende de autorização judicial para deixar a cadeia e assumir o mandato. Que, se depender do ministro Marco Aurélio Mello, do STF, será negada.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Bastião parauara

Anterior

Sofrimento amazônico

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *