0
A PA-151, que começa no embarcadouro do Arapari, em Barcarena, está que nem tábua de pirulito, de tão esburacada. Situação para lá de injustificável, diante do verão sem chuvas e das reiteradas promessas da Setran. Quem usa a Alça viária também sofre com a buraqueira sem fim.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Novidades na rede

Anterior

Encurralada

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *