0
A Controladoria-Geral da União vai investigar suposto esquema de distribuição de royalties da Petrobras para prefeituras do Estado do Rio de Janeiro. A Polícia Federal confirmou que abriu inquérito para apurar supostos desvios no pagamento. Um dos investigados é o diretor da ANP Victor Martins, irmão do ministro Franklin Martins (Comunicação).
De acordo com o relatório da PF, Victor seria beneficiado no esquema porque é sócio da mulher na empresa Análise Consultoria e Desenvolvimento, que teria intermediado o pagamento de R$ 1,3 bilhão de royalties, o que renderia a ele comissão de R$ 260 milhões.
Victor negou as acusações e colocou sob suspeita o inquérito da PF, que agora está no MPF do Rio. A empresária Josenia Bourguignon Seabra, mulher de Victor, afirmou em audiência na Comissão de Minas e Energia da Câmara que nunca prestou serviços a prefeituras.
A CGU também pediu esclarecimento à ANP sobre as relações entre o diretor Victor e a empresa Análise Consultoria e entre esta e a ANP.
Leia mais
aqui.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Cucaracho del sexo

Anterior

Morosidade & impunidade

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *