O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Eletronorte faz mal ao Pará

Os prefeitos dos municípios integrantes do Consórcio dos Municípios Paraenses Alagados pelo Rio Tocantins (Breu Branco, Goianésia do Pará, Itupiranga, Jacundá, Nova Ipixuna, Novo Repartimento e Tucuruí), acompanhados da governadora Ana Júlia Carepa, cobraram hoje do diretor de Engenharia e Planejamento da Eletronorte, Adhemar Palocci, os convênios relativos a 2009 e ainda não finalizados.


A Eletronorte – que tanto mal já causou ao Pará, fechando o rio Tocantins -, como sempre, escorrega mais do que peixe liso para se safar dos compromissos não cumpridos. O convênio que repassa aos municípios óleo diesel para manutenção de estradas ainda não foi renovado. Palocci sugeriu um aditivo. Quanto às patrulhas mecanizadas, disse que a empresa responsável pela entrega dos equipamentos atrasou devido à fiscalização na estrada (?), mas assegurou que até a sexta-feira (11) definirá novo prazo para entrega.


Palocci afirmou que construção de ginásios esportivos, centros administrativos, terminais rodoviários e obras de urbanização já licitadas serão executadas. E que estuda ainda um projeto para a construção de sistemas de tratamento de água, esgoto e resíduos sólidos, para beneficiar os sete municípios.


A construção da orla de Cametá diz que está licitada e o contrato assinado. Outra demanda lembrada por Ana Júlia – a construção do Centro de Hemodiálise e do Centro de Oncologia do Hospital de Tucuruí -, está dependendo de liberação de documentos (?) para início das obras. A governadora alertou que os equipamentos para radioterapia já foram cedidos pelo Instituto Nacional do Câncer e que, caso as obras demorem, poderá ser pedida a devolução.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *