0

“Educação Escolar Entre as Grades” é o título do livro lançado pela Edufscar neste mês, organizado por Elenice Maria Cammarosano Onofre, professora do Departamento de Metodologia de Ensino da Universidade Federal de São Carlos. A obra, que reúne textos de pesquisadores da área da educação escolar nas prisões, parte do princípio em que a educação é uma essência transformadora e apresenta a escola como possibilidade, embora a cultura prisional se caracterize, dentre outras coisas, pela repressão. Os estudos permitem repensar caminhos
para as escolas dos presídios, já que elas são mediadoras entre saberes, culturas e realidade. José Geraldo Silveira Bueno, professor do Programa de Pós-Graduação em Educação, História,
Política e Sociedade da Puc-SP, elaborou a apresentação do livro e considera que, apesar de constatar que o autoritarismo, a repressão e a desumanização são características das prisões brasileiras, a obra revela práticas localizadas de resistência e de confronto de detentos, que buscam por significados de suas vidas mesmo dentro das cadeias.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Novo layout

Anterior

Perda & superação

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *