0
O trânsito em Salinas está mais infernal do que nunca. Quem tentou, como eu, ir hoje ao Farol Velho no final da tarde assistir ao show do Baiacool Jazz não conseguiu chegar nem ao trevo, por causa da maré alta e o fluxo intenso no retorno da praia, ocupando as duas pistas da estrada. Aliás, a operação tapa-buracos foi tão mal feita que o asfalto já está esfarelando de novo.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Contrato sem ônus?

Anterior

Do Blog Espaço Aberto

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *