0
As Cias. Docas vão contratar auditoria para avaliar o passivo financeiro do Portus, o fundo de pensão dos trabalhadores portuários, que tem cerca de 13 mil beneficiados e uma dívida de R$ 1,5 bilhão. A análise sobre as contas deve ser concluída dentro de três meses. Do passivo total, o presidente Lula se comprometeu a entrar com R$ 400 milhões. A primeira parcela, de ­ R$ 90 milhões, ­ deve ser liberada no mês que vem. Já a diferença para o valor global deverá ser negociada com a União, desde que a direção do Portus apresente um plano de recuperação financeira.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Utilidade pública

Anterior

Portos & Hidrovias

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *