Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Do Ercio Bemerguy, no blog Mocorongo

Esta não me contaram. Meninos, eu vi! Indo para Mosqueiro, num determinado trecho, percebi que havia um aglomerado de pessoas à beira da estrada. Parei o carro e, surpreso, vi e ouvi um cidadão gritando bastante, ameaçando queimar barracos, mandar prender os invasores, enfim, prometendo até matar e esfolar quem reagisse. Fiquei surpreso porque reconheci o revoltado, o rebarbado: trata-se de um cidadão que adora escrever cartas para publicação nos espaços que os jornais de Belém disponibilizam aos seus leitores para comentários, reclamações, sugestões, etc. Sempre ele incentiva a luta através de movimentos populares em favor da reforma agrária, pois as famílias carentes, segundo ele, precisam de um pedaço de chão para construir uma casinha para morar e plantar para sobreviver. Pois bem, o terreno invadido é dele, sem demarcação, sem cerca, sem muro, há muitos anos abandonado, um matagal enorme, improdutivo totalmente. É um exemplo de que, para muitos defensores da repartição de terras, reforma agrária só é bom no quintal dos outros.”

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *