Os dirigentes do Sindicato e da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa festejaram o resultado da reunião de hoje com o presidente da Alepa, deputado Chicão, que também convidou para o encontro o Chefe de Gabinete da Presidência, Reginaldo Marques…

A Administração Superior do Ministério Público do Pará está empenhada em fortalecer a atuação dos promotores de justiça no arquipélago do Marajó, onde a situação de extrema pobreza, agravada pela pandemia, perpetua crimes gravíssimos como os abusos e exploração sexual…

“A Prefeitura de Belém, por meio da Comissão de Defesa Civil de Belém, informa que realizou vistoria técnica no bloco B do imóvel localizado na avenida Presidente Vargas, 762, no dia 11 de fevereiro, às 9h, em conjunto com representantes…

DEM e PSL ainda nem consumaram a fusão, prevista para outubro deste ano, mas a briga já é de foice. O ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto duelam nos bastidores pelo comando do novo…

Do blog De Bubuia

Premiado com ações por desvio e mau uso de recursos públicos pelo Ministério Público Federal do Pará, o Prefeito Duciomar Costa transformou-se num alcaide virtual. Aparece nas propagandas institucionais da Prefeitura na TV e só ali. Aliás as propagandas teimam em provar que ele vive em Belém e nós em Nova Déli.

Vencida a eleição, onde demonstrou que com a força divina e o voto do povo estava absolvido de todos os injustos crimes que lhe foram pespegados à pele e à conhecida e tristonha biografia, sumiu!

Enquanto isso, eu procuro pela cidade uma rua sem buracos, uma calçada – um quarteirão apenas – sem desníveis ou armadilhas perigosíssimas, uma área onde haja racionalidade no fluxo de veículos, uma praça sem lixo ou com cestos de lixo que não estejam arrebentados. Não procuro propositalmente. Procuro porque sou usuária de transporte público, porque ando sempre tensa nas calçadas esburacadas e desniveladas e desço do ônibus na praça onde as lixeiras estão destroçadas.

Procuro, agora propositalmente, saber onde andam os recursos do Ministério da Saúde para a atenção básica, disponibilizados para Belém e dispostos assim, em camadas, pelo MPF, por número de processos:

200639000049857 – 5ª Vara Federal – Ação de improbidade administrativa – Desvio de finalidade de mais de um milhão de reais de recursos federais da saúde para aquisição de carros para a Guarda Municipal- O MPF pede a condenação dos envolvidos – Silvia Randel, Willliam Gomes Lôla, Manoel Francisco Pantoja Dias e Duciomar Gomes da Costa – a perda de direitos políticos e a devolver os recursos desviados.

200601000368799 – Tribunal Regional Federal da 1ª Região – Ação penal – Desvio de finalidade no uso de recursos federais para aquisição de carros para a Guarda Municipal- O MPF pede a condenação de Duciomar Gomes da Costa à prisão, a perda do mandato e à inabilitação para exercício de função pública por período determinado.
200539000096198 – 5ª Vara Federal – Ação civil pública- Irregularidades nos repasses dos pagamentos do Sistema Único de Saúde aos hospitais da rede conveniada- O MPF tenta obrigar a prefeitura a regularizar os repasses.
200539000070493 – 5ª Vara Federal – Ação civil pública- Compra irregular, por nove milhões de reais, do Hospital Sírio-Libanês- O MPF pediu o cancelamento da transação.

Volte, Prefeito. Volta! Conta para nós onde está o dinheiro!
Enquanto isso, estamos aqui, esperando, cantando com a Gal!”
(Adelina Braglia, no post Dudu, Cadê o Gato?, em seu Monólogos de Nova Déli, dedicado a Juvêncio de Arruda. Para quem Belém, pelo abandono, pela incivilidade pública, pela destruição sistemática da esperança de cidadania – embora ele lutasse permanentemente por ela – deixou de ser Santa Maria de Belém do Grão Pará.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *