Em sentença publicada hoje no Diário da Justiça do Pará, a juíza Blenda Nery Rigon Cardoso, titular da 2ª Vara Criminal da Comarca de Belém, em substituição ao juízo da 9ª Vara Criminal, absolveu sumariamente a jornalista Franssinete Florenzano, editora…

Em pleno Dia Internacional dos Museus, foi inaugurada a exposição Sentinela do Norte: A Independência do Brasil no Grão-Pará, realizada pelo Instituto Histórico e Geográfico do Pará em parceria com a Cátedra João Lúcio de Azevedo, o Instituto Camões e…

O Complexo Turístico do Ver-o-Rio foi o cenário da celebração do projeto de lei de autoria da vereadora Lívia Duarte, presidente municipal do Psol, que criou o Estatuto de Igualdade Racial de Belém. O prefeito Edmilson Rodrigues, vereadores e representações…

As pessoas andam com os nervos à flor da pele e à beira de um ataque de nervos. Muitas tragédias têm sido causadas pela falta de temperança, paciência e serenidade, principalmente no trânsito. Pior é quando o causador é agente…

Sítios arqueológicos


A construção da Alça Viária ensejou uma feliz descoberta: oito sítios arqueológicos ao longo do traçado do projeto, embora não atravesse áreas propícias para a ocupação humana antiga. Como a região apresenta um histórico de ocupação intensa desde o início da colonização da Amazônia, muitos sítios neotropicais foram destruídos, restando deles raras evidências de cultura material, em geral insuficientes para permitir um estudo mais profundo. Essa foto eu fiz quando da escavação e resgate do sítio colonial, com restos estruturais do Engenho Uriboca (calha), à margem direita do igarapé Uriboca, afluente do rio Guamá. No sítio, que já havia sido visitado pela equipe do Museu Emílio Goeldi, coordenada por Fernando Marques, em 1997, foram identificadas várias estruturas, como alicerces, provavelmente da casa grande ou fábrica. Do engenho, os pesquisadores identificaram obras hidráulicas construídas em alvenaria de pedra e tijolos maciços, correspondentes à barragem e à calha. Felizmente o sítio não foi afetado pelas obras ou pela proximidade dela. Ao contrário, em função da Alça Viária foram tomadas medidas de proteção para estudo e preservação do sítio. Aqui vai uma sugestão ao governo do Estado: fazer um circuito cultural para visitação pública desses oito sítios, com exposição das peças e painéis revelando a memória da região. Além de opção de lazer educativo, esses locais poderiam ser aproveitados como importante fonte de pesquisas e estudos acadêmicos.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *