Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Batizada de sagui-de-Schneider (Mico schneideri), em homenagem ao pesquisador brasileiro Horácio Schneider (1948-2018), geneticista da Universidade Federal do Pará e pioneiro da filogenética molecular de primatas, a descoberta alvoroçou a comunidade científica internacional. A nova espécie de sagui amazônico do…

Construindo e Reconstruindo o Texto

FOTO: RAI PONTES/SEDUC
As escolas estaduais do Pará fizeram bonito na redação do Enem. Uma história de sucesso que merece ser contada é a do projeto “Construindo e Reconstruindo o Texto”, desenvolvido desde 2016 na “Albanízia de Oliveira de Lima”, em Belém, pela professora Ione Franco. Ela notou que os estudantes construíam textos sem argumentação e o cuidado necessário. Trabalhando referenciais e argumentação do ponto de vista filosófico, histórico e sociológico, além da linguagem, deu aos alunos uma visão de mundo, estimulando reflexão não restrita a construção de textos e útil para o dia a dia deles.  Daí que Gabriel Braga, de 17 anos, alcançou 920 pontos na prova de Redação do Enem. Marcelly Miranda, 900 pontos; Fernanda Silva, 880; Thayanne Correa, 860; Ana Carolina Viana, 840 pontos; Luane Aragão e Matheus Novaes, 820 pontos. Vale registrar o importante trabalho de leitura feito pelo escritor Ronaldo Franco, que é marido da professora Ione, medalhado na escola Albanízia como “Amigo da Escola”, e que presta serviços culturais na capital e em todo o interior, inclusive através do projeto Biizzu, da Secretaria de Comunicação do Governo do Pará.

Já os alunos da Escola Mário Brasil, em Garrafão do Norte, em julho, participaram do cursinho Pró-Enem promovido pela escola e que envolveu as famílias, de domingo a domingo, em pleno período das férias escolares.
E o resultado foi que Juaney Romão da Silva alcançou 900 pontos; Izadora Gomes Chaves conseguiu 820; Antônia Nádia Monteiro (740 pontos) e Oscar Almeida Aguiar (720 pontos).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *