Para marcar os quinze anos de criação das Florestas Estaduais de Faro, Trombetas e Paru, da Estação Ecológica Grão-Pará e da Reserva Biológica Maicuru, na Calha Norte, hoje (4), o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) lançou…

Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Clima de faroeste na Transamazônica

É tensa a situação em Anapu, município às margens da rodovia Transamazônica, no Pará, onde há dez anos a idosa missionária Dorothy Stang foi assassinada com uma Bíblia nas mãos, num crime que chocou o mundo. Só entre julho e outubro deste ano, sete pessoas foram executadas por assassinos com carapuças ou capacetes de viseiras escuras. Todas as mortes foram na área urbana de Anapu mas, para a Comissão Pastoral da Terra da CNBB Norte II, é evidente a motivação agrária dos crimes: o lote 83, uma área de terras públicas disputada por posseiros e grileiros, conhecida na região como Fazenda do Taradão. Em carta ao Ministério Público Federal, a CPT informou que um grupo de homens armados trafega pelas vicinais da região em caminhonetes com armas em punho, ameaçando pequenos agricultores e posseiros que vivem na área do Lote 83. O documento menciona a existência de uma lista com mais de 30 nomes de moradores que estariam marcados para morrer. As denúncias da CPT vão ser investigadas pelo MPF em um inquérito civil na Procuradoria da República em Altamira. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *