Um pastor de igreja evangélica localizada no município de Breves, no arquipélago do Marajó, foi condenado a 39 anos de prisão por estupro de vulnerável, exploração sexual e por possuir e armazenar pornografia infantil, com o agravante de que ele…

Acionado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Ministério Público Federal recomendou ao prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, medidas efetivas para que os responsáveis pelo edifício conhecido como Bloco B da Assembleia Paraense assegurem a manutenção emergencial do…

Na quarta-feira passada (22), operários e servidores ligados à execução da reforma e readequação do Palácio Cabanagem almoçaram com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, que preferiu essa forma de reunião para agradecer pelo compromisso com o trabalho e…

Nunca reclamem de barreiras de fiscalização no trânsito. Graças aos agentes do Detran-PA um homem vítima de sequestro foi resgatado ileso ontem à noite, por volta das 23h, na rodovia BR-316. Conforme relato do coordenador de Operações do Detran-PA, Ivan…

Ciência & Tecnologia

Com 2,2 hectares, o Centro de Tecnologia do Alumínio vai integrar o Parque de Ciência e Tecnologia do Guamá, em Belém, dando suporte às operações de alumínio da Vale, desde a análise de caracterização das jazidas de bauxita e o aprimoramento da tecnologia da alumina até novas pesquisas em mineração. O laboratório também servirá de base para formar e qualificar mão-de-obra. O investimento da Vale no projeto é de R$36 milhões. As obras começam em 2010, com previsão de entrega no final de 2012, mesmo período em que será concluída a primeira fase da nova refinaria da Vale e os projetos de expansão de alumina em Paragominas. A mineradora produz anualmente 22 milhões de toneladas de bauxita e 4,6 milhões de toneladas de alumina. Entre 2002 e 2013, o planejamento estratégico para área de alumínio é de quintuplicar a produção. A ideia é que o centro, somado à expertise tecnológica, permita sinergia entre governo, empresas e instituições de pesquisa de forma a alavancar a produção local e aproveitar não apenas os resultados obtidos na área de mineração como também avanços em outros setores, como por exemplo, o energético.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *