0
Através do decreto 6.651, Lula alterou a composição dos conselhos de administração e fiscal das Companhias Docas de todo o País. Nos consads, incluiu representante do Ministério dos Transportes. Nos confis, eliminou as duas vagas reservadas aos acionistas minoritários, ­ uma para o representante dos titulares de ações ordinárias e outra para o escolhido pelos donos de ações preferenciais. Também reduziu o número de representantes do Ministério dos Transportes, que indicará apenas um nome. Em compensação, a Secretaria Especial de Portos terá um conselheiro. Todos os representantes do Governo – ­ Ministérios dos Transportes, Fazenda e Planejamento, além da SEP ­- terão que ser aprovados pelo presidente da República.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Do site Alenqueremos

Anterior

Walcyr Monteiro laureado

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *