0
A Ctbel foi convidada pelo promotor de Justiça de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural de Belém, Benedito Wilson Sá, com uma semana de antecedência, para uma audiência ontem na sede do MPE, junto com órgãos públicos e ongs, a fim de discutir soluções para o trânsito caótico em Belém. Pois a Ctbel não foi e ainda teve a cara de pau de enviar nota enviada pela Secretaria de Assuntos Jurídicos do Município de Belém alegando que tinha – pasmem! – “uma ampla campanha do órgão para promover no mesmo dia“. E a audiência foi adiada para a terça-feira, 25 de agosto, às 9 horas, no mesmo local.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Marina & Gil

Anterior

Indefinições bragantinas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *