0

“É um anfíbio, provavelmente uma perereca. Pelo formato da cabeça e do comprimento dos membros traseiros é uma perereca. No entanto, como não conseguimos visualizar as ventosas entre os dedos pela foto, não dá para afirmar que é uma perereca.” (Olívia Araújo, bióloga da Universidade Paulista de São Paulo, que analisou baseada na foto enviada pelo G1 o bicho encontrado dentro de lata de pêssego em calda por um casal, em Florianópolis. O marido abriu a lata e consumiu normalmente. Em seguida, quando a mulher foi pegar uma porção, percebeu o animal.)
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Brilho paraense

Anterior

À flor da pele

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *