0
O governo brasileiro jura, candidamente, que a conta de energia não encarecerá por causa do acordo com Itaipu, que vai triplicar o valor pago ao Paraguai pela energia excedente. Diz que o custo será arcado pelo Tesouro. Ou seja, recairá sobre contribuintes – eu, você, nós.
Mais: Lula incluiu no pacote de vantagens ao Paraguai a construção de uma linha de transmissão ligando a hidrelétrica de Itaipu a Assunção, orçada em US$ 450 milhões, que passará a compor a tarifa da energia vendida pela usina. Trocando em miúdos: seu custo será rateado por todos os consumidores. Como 95% da energia é consumida no Brasil, o ônus será bancado por nós, brasileiros.
Ah! O Cara explicou que fará modificações no cálculo dos juros de forma a permitir que haja uma diferença a favor do Paraguai. Só que, para que isso aconteça, o Tesouro terá que encontrar uma fonte de receita para cobrir a despesa – que recairá sobre quem? Os contribuintes brasileiros, é claro.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Bola da vez

Anterior

Contra bandidagem política, use vaia

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *