0

Todo dia é a mesma balbúrdia. Na babel que é aquela rua curta e estreita, entre a Senador Lemos e a Jerônimo Pimentel, em Belém, sempre congestionada por causa do TRT 8ª Região, estacionam em fila dupla, param no meio do cruzamento, perpendicular à pista de rolagem, o buzinaço é ensurdecedor – e olhem que tudo isso fica em frente ao Hospital do Exército -. Detalhe: na esquina da D. Pedro I com Senador Lemos, fica um guarda da Ctbel, escondido. Nada vê e nem faz. Vejam a que ponto chega o abuso dos motoristas de táxi no ponto da praça Brasil. As fotos são do Ivan Ferreira.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

UHE-Belo Monte

Anterior

A África é aqui

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *