Nesta quinta-feira, dia 21, até o sábado, 23, a Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Pará oferece os cursos de qualificação e atualização do projeto Forma Alepa/Elepa Itinerante em Santarém, atendendo toda a região do Baixo Amazonas, abrangendo também…

Em reunião conjunta das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (18) foi aprovado o projeto de lei nº 363/2021, que autoriza o Governo do Pará a contratar operação…

Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Ausência de política setorial

A notícia de que a governadora Ana Júlia Carepa vai enviar emissários a Londres para negociar a compra das antigas barcaças que trafegavam no Canal da Mancha, a fim de colocá-las na travessia Belém-Marajó, é alarmante. Essas embarcações foram abandonadas depois da construção do Eurotúnel não por ter acabado o sistema de travessia marítima lá, que continua até hoje como alternativa, e sim porque já eram obsoletas e causavam poluição ambiental. Para que o Estado comprar barcaças ultrapassadas e operar diretamente a travessia, se existe a Arcon justamente para normatizar e fiscalizar esse transporte, feito pela iniciativa privada? Tem que fazer é a Arcon funcionar e obrigar as empresas a renovar e ampliar sua frota, investindo em tecnologia para garantir segurança e conforto aos usuários.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *