Membro da Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon), a professora doutora Leila Márcia Elias participou recentemente do Congresso Internacional de Contabilidade da Universidade de São Paulo. Como parte da programação do Núcleo de Contabilidade e Meio Ambiente da USP, que…

Shäron Moalem, médico que ficou conhecido mundialmente por prever no começo da pandemia da Covid-19 que mais homens morreriam vítimas do vírus do que mulheres, diz que o sexo feminino é mais forte que o masculino quanto à sobrevivência, assim…

No período de 10 a 28 de agosto, o navio-hospital-escola Abaré começa nova expedição, oferecendo a 75 comunidades do rio Tapajós nos municípios de Santarém, Aveiro e Belterra serviços de atenção básica à saúde: consultas médicas, odontológicas e de enfermagem,…

O IV Distrito Naval da Marinha do Brasil ativou nesta quarta-feira (4), o Grupo de Embarcações de Operações Ribeirinhas do Norte uma nova Organização Militar em Belém (PA), com propósito de contribuir para a aplicação do Poder Naval na área…

Aumento do ônibus é desigual e injusto

A Prefeitura de Belém aumentou a passagem de ônibus para R$ 2,70, acima da inflação, até porque o Dieese havia proposto tarifa de R$2,65, dentro da margem de reposição. Jamais deveria ser aceita a greve dos rodoviários como justificativa do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel). Óbvio que os rodoviários têm que reivindicar seus direitos. Mas um aumento de R$0,30 centavos significa milhões de reais nos cofres dos empresários de ônibus. Enquanto que para os bolsos dos pobres usuários é o retrato do infortúnio. Não dá para continuar a sustentar o lucro dos donos do transporte. É desigual e injusto.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *