0

O pessoal da balada que chegou cedo na sexta à noite nas barracas do Atalaia, em Salinas, deu de cara com uma ação da polícia que fechou to-das. Algumas horas depois de frenéticas negociações, aquelas mais-mais, como diz o Ismaelino Pinto, foram reabertas, para gáudio da moçada bronzeada.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Do Lápis de Memória

Anterior

Que turismo?

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *