0

O genial e iconoclasta Zé Celso Martinez virou lenda, aos 86 anos. Ele transformou o teatro em um catalisador poderoso para provocar emoções, alimentar desejos e desencadear experiências catárticas em seus públicos infinitos. Enfrentou de peito aberto a ditadura militar e o poderio midiático e financeiro de Silvio Santos para viabilizar um sonho coletivo.

Esse ator, diretor e dramaturgo gigante, transgressor, inovador, experimentador, ícone avassalador em sua paixão pelo teatro, pelas artes de modo geral e pelas liberdades democráticas viverá para sempre em textos, obras, espetáculos, exposições e festivais que guardam a sua memória fascinante.

Evoé!

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Uma amazônida parauara no TST

Anterior

Jazz Expressions no Savieira Cultural

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *