0
No retorno a Belém, hoje, no final da manhã, ao desviar do engarrafamento colossal na BR-316 a partir de Marituba, usando a Av. Independência para chegar ao centro de Belém, fiquei chocada com os enormes monturos de lixo ao longo do canteiro central da rodovia, no município de Ananindeua. Além do imenso risco à saúde pública, a imundície degrada o meio ambiente e põe abaixo do solo a cidadania. Um mínimo de dignidade na vida pressupõe viver em cidade limpa.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Sono causa 60% dos acidentes no trânsito

Anterior

Empresa de segurança assaltada

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *