O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

A educação grita por socorro

“Eu, PROFESSORA RIBEIRINHA, resolvi gritar por socorro.
Eu existo, meus alunos existem. Somos reais, olhem por nós.
Trabalho na cidade de Melgaço, região do Marajó, estado do Pará, segundo o IBGE, a cidade com o pior IDH do país. Tantos bilhões investidos na COPA do mundo, alguém arrisca quanto foi gasto aqui?
Em ano de Copa do Mundo, eu só desejo uma Escola de QUALIDADE.
Tanta preocupação se os campos ficarão prontos a tempo… meus alunos também estão preocupados, se HOJE terá merenda, que para muitos, é a única refeição do dia.
Tanta preocupação com o bem estar dos torcedores e turistas, cadeiras reclináveis, confortáveis… e eu não tenho nem onde sentar.
Tanta preocupação com a estrutura dos estádios, todos cobertos, preparados para as eventuais mudanças climáticas… e eu aqui, torcendo para não chover, pois o teto de palha não aguenta os fortes temporais nessa época do ano, me fazendo interromper a aula.
Como disse o Ronaldo, o fenômeno não, fenômeno somos eu e meus alunos que temos que lutar todos os dias, “Não se faz copa do mundo com hospitais” e pelo jeito, nem com ESCOLAS.
A EDUCAÇÃO grita por socorro: Governo, finge que sou COPA DO MUNDO, investe em mim!

MELGAÇO-PARÁ-BRASIL (O país da copa)
#nãovaitercopa”

O grito doído da corajosa professora Mayara Teixeira, verbalizado em seu perfil no Facebook, onde postou as fotos acima e, ainda, um vídeo mostrando em 360 graus a sua sala de aula, dá um aperto no coração. Mayara não é ativista política, luta por merenda e educação de qualidade para seus alunos. Precisamos dar eco a essa luta. E protegê-la da perseguição que vem a galope contra os que ousam fazer esse tipo de denúncia.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *