O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

35 anos da Revolução dos Cravos

Há exatamente 35 anos, passando um pouquinho da meia-noite de 25 de abril de 1974, a Revolução dos Cravos encerrou 48 anos de ditadura fascista e 13 anos de guerra em Angola, Moçambique e Guiné, então colônias portuguesas na África. O primeiro sinal da liberdade chegou com a transmissão, pela rádio católica de Lisboa, de “Grândola Vila Morena”, música proibida pelo regime de Salazar e que virou hino revolucionário. Mário Soares, na época dissidente exilado em Paris, foi recebido por milhares de pessoas na estação ferroviária. Cravos vermelhos, enfiados pela população nas espingardas dos soldados e jogados de helicóptero sobre a cidade, deram nome e face ao novo regime.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *