0

Para marcar os seus 25 anos de carreira, o pianista Robenare Marques fez recital de jazz piano solo, ontem, na Sala Ettore Bosio, da Fundação Carlos Gomes. Foi um espetáculo lindo e emocionante. Membro titular da Academia Paraense de Música, na qual ocupa a cadeira de nº 31, Robenare brilha no jazz parauara, seja na sensacional Amazônia Jazz Band ou no seu projeto de música instrumental de orientação jazzística, o “Robenare Jazz Trio”.
 
Ao longo de sua carreira, Robenare já acompanhou grandes músicos do meio jazzístico nacional e internacional e se destaca em festivais de música instrumental como o Festival Internacional de Música do Pará, Baiacool Jazz Festival, Free Jazz Project em Curitiba, Joinville Jazz Festival, Jazz Festival Brasil, Festival de Jazz de Curitiba e Cascavel Jazz Festival. Para este ano, já confirmou participação no La Plata Festival de Jazz, na Argentina, e na reunião anual dos Educadores de Jazz, na Itália, entre outros eventos internacionais. Também vai lançar um CD, em parceria com a Casio Teclados.

Robenare já dividiu palco com Alma Thomas (USA), JJ Jackson (USA), Mark Lambert (USA), Nicca Stuart (USA), Hermeto Paschoal, Leila Pinheiro, Fátima Guedes, Walter Bandeira, Paulo Levi, Flávio Venturini, Banda Funk Como Le Gusta, Hélio Delmiro e Sandro Araújo (Dois de Ouro). 

Também tocou com os guitarristas Toninho Horta, Bob Freitas, Nelson Faria e Careca Braga, os violonistas Salomão Habib e Nego Nelson, os baixistas Ney Conceição, Minni Paulo Medeiros, Glauco Soter, Boldrini e Adelbert Carneiro, os bateristas Kiko Freitas, Magrus Borges, Endrigo Betega, os saxofonistas Marcus Puff, Esdras Souza, Toninho Abenatar e Paulo Blanco, além do pianista Fernando Montanari, entre outros. 

Com formação também em piano erudito, Robenare já se apresentou várias vezes ao lado da cantora lírica Gabriella Florenzano, com quem gravou, inclusive, um clipe com o Hino do Clube do Remo.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Advogados ganham sala em Óbidos

Anterior

Curumins da etnia Kayapó

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *