0

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é um sentimento que só é possível compreender ao pilotar uma moto – ou amar alguém que ame isso. A motocicleta é uma forma incrível de sociabilizar. Assim como jipeiros, existem grupos de motociclistas por todo o país, que se reúnem periodicamente e fazem passeios, viagens e trocam experiências. E, mesmo quem prefere andar sozinho por aí, a qualquer momento que cruzar com outro motociclista vai ter sempre alguém para conversar, conhecer novas histórias e iniciar uma amizade. É um estilo de vida, muito mais do que um hobby ou meio de transporte.

Hoje é o Dia do Motociclista. A respeito da data, o médico Hélio Franco adverte:

“Motocicleta é um meio de locomoção e de mobilidade dos mais eficientes. O problema está no seu uso. É como Colesterol. Tem bom e tem ruim motociclista. Aqui no estado do Pará morre pelo menos um ao dia. E centenas, anualmente, ficam com alguma mutilação. Muitas tornam-se sequelas permanentes. Tem as locomotoras e as mais graves, as neurológicas. Tanto as mortes quanto as sequelas produzem enormes impactos previdenciários e também para o SUS e para a comunidade.

Temos no estado cerca de 20% da população com algum tipo de deficiência. A continuar a violência no trânsito, em especial quanto ao mau uso da nobre motocicleta, certamente em poucos anos esse percentual elevar-se-á consideravelmente! Converse com quem usa motocicleta!”

Uruá-Tapera

Escândalo no comando da Polícia Ambiental da PMPA

Anterior

A saliva do incêndio

Próximo

Você pode gostar

Mais de Notícias

Comentários