O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

Menos é mais

“Ilma.
Jornalista
Franssinete
Florenzano
NOTA DE
ESCLARECIMENTO
A Secretaria
Estadual de Pesca e Aqüicultura esclarece que não houve qualquer tipo de
autoritarismo exacerbado no procedimento interno de afixar na parede um cartaz
que teve o objetivo de estabelecer procedimentos de controle de acesso,
circulação e permanência de pessoas nas dependências da SEPAQ.
          
A SEPAq não
registrou nenhuma reclamação de ex- servidor que tenha sido impedido de
adentrar na secretaria para buscar seus objetos pessoais.
O que não
será admitido pela SEPAq ou qualquer secretaria do Estado é que um ex
servidor, com exoneração publicada no Diário Oficial, continue
 cobrando a presença de sua frequência na portaria, participando de
reuniões de trabalho,  procedendo visitas técnicas e tendo acesso a
computadores que possuem documentos de uso exclusivo da secretaria. Tal
servidor sim não foi mais autorizado a continuar tendo acesso a procedimentos
internos.
A SEPAq
destaca o art. 2 ° da LEI Nº 8.027, DE 12 DE ABRIL DE 1990: Art. 2º São deveres dos
servidores públicos civis: 
VI
– zelar pela economia do material e pela conservação do patrimônio público.
A SEPAq
garante que  nenhum princípio Constitucional ou norma que rege a
Administração Pública foi violada. Sendo que o aviso afixado na parede do órgão
é inteiramente legal.
Atenciosamente,
Assessoria
Jurídica  da SEPAq “
<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<
NOTA DO BLOG: A Sepaq prova que de fato está na contramão do que se espera da administração
pública. E perdeu a oportunidade de não
produzir
essa outra pérola, cuja redação
sofrível fala por si. A primeira foi o cartaz, um primor do que não deve ser feito. Aliás, nota de
esclarecimento à imprensa elaborada pela assessoria jurídica, quando existe
assessoria de comunicação, é no mínimo um contrassenso.
Começa pela demora em responder o post das 09:29. A resposta chegou
exatamente às 23:29.
Então a competente assessoria jurídica
da Sepaq considera que colar um cartaz na parede externa da Secretaria impedindo os servidores exonerados de entrar
no prédio – que é público – para buscar seus pertences obedece aos 
princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade,
publicidade, razoabilidade, finalidade, motivação e interesse público? Então tá. Ficamos combinados assim.
A Sepaq – vejam só! – não registrou qualquer reclamação de
servidor humilhado pelo dito cartaz. Devem ter ficados todos muito felizes e
satisfeitos, por óbvio.
Quanto à economia do material e conservação do patrimônio
público, a alusão é totalmente estranha à postagem, e incompreensível sua
menção.
Lamentável
que assim seja.

Seria mais
fácil arrancar o tal cartaz – como, aliás, soube que foi feito -, e atribuir a
um equívoco a sua infeliz colocação naquela parede. Simples assim. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *