Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Uma reunião no Ministério Público do Estado do Pará colocou em pauta a situação caótica da Unidade de Conservação Estadual Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu, onde proliferam construções e empreendimentos comerciais irregulares, transporte fluvial desordenado, festas e…

O juiz federal Henrique Jorge Dantas da Cruz condenou a União e o Estado do Pará à obrigação de fornecer Cerliponase Alfa (Brineura®) a uma criancinha de quatro anos durante todo o período de tratamento, sem interrupção. O remédio deverá…

A Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia Legislativa aprovou à unanimidade, hoje (15), as contas do governador Helder Barbalho relativas ao exercício de 2020. Conforme o relatório do presidente da CFFO, deputado Igor Normando (MDB), a receita bruta…

Dido & Aeneas continua em cartaz

Continua em cartaz, hoje e amanhã, a ópera Dido & Aeneas, às 20h, no teatro Cláudio Barradas (Rua Jerônimo Pimentel com D. Romualdo de Seixas – Umarizal, Belém). A direção musical e regência é de Milton Monte e direção cênica de Guál Dídimo. Os solistas são a soprano Luciana Tavares (Dido), o tenor Alcântara Júnior (Enéias), a contralto
Gabriella Florenzano
(Sorceress), as sopranos Symone Serruya Elmescany (Belinda) e Yashmin Friaça
(2ª Dama), e os tenores Wilson Ferreira (Espírito) e Moisés Batista
(Marinheiro). 



Composta em 1689, Dido & Aeneas tem libreto baseado no
IV Canto da Eneida, de Virgílio. Relata a história de amor trágico de Dido,
rainha de Cartago, e do herói troiano Enéias, encarregado pelos deuses de
fundar Roma. 

Em sua longa viagem, ele para em Cartago e se apaixona por Dido,
que retarda sua partida, no que é ajudada por sua amiga Belinda. Mas, enquanto
os enamorados estão caçando, a Sorceress (feiticeira) reúne bruxas numa caverna
a fim de privar Dido de fama, vida e amor. No covil do mal, a poderosa Feiticeira,
com ajuda de duas desastradas bruxas, arquiteta um feitiço para destruir Dido.
A ideia é afastar a rainha de seu amado, convencendo-o a ir embora de Cartago
para sempre. Inocentes em relação ao maligno plano, Dido e Enéias têm a sua
última noite de amor. A Sorceress atrai Enéias para seu covil e, usando um
espírito maligno, que se passa pelo deus Mercúrio, ordena a Enéias que deixe Cartago. Desolado, divido
entre suas obrigações e o seu amor, Enéias canta a sua dor. O dever se impõe e ele
segue em sua epopeia. Dido sofre e comete suicídio.

Ingressos a R$15,00 (inteira) e R$7,50 (meia). 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *