A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

401 anos de Bragança do Pará

 FOTO: EUNICE PINTO
FOTO: SIDNEY OLIVEIRA
Parabéns aos bragantinos, habitantes da mais antiga cidade do Pará, que hoje completa 401 anos e começou na Vila Que Era, curioso nome do ajuntamento original de Bragança e que hoje é uma comunidade com pouco mais de 300 famílias. A área era habitada por índios Tupinambá. Veio a expedição francesa. Os portugueses expulsaram os franceses e, anos depois, fundaram a Vila Souza do Caeté, referência ao rio que é a principal via fluvial da região. Foi nessa época que a Coroa Portuguesa mandou abrir uma estrada que ia da nascente do rio Caeté até a Casa Forte no rio Guamá, a fim de facilitar o transporte da produção dos colonos para Belém.
Mesmo com a criação de vicinais, substituídas anos depois pelos trilhos da estrada de ferro e por rodovias, o rio Caeté ainda continua ditando os caminhos de muitos bragantinos, que prezam sua memória e tradições, como a
 Marujada, ritual bicentenário de louvor e devoção a São Benedito. 

De presente do governo do Estado, Bragança está ganhando a construção do Liceu de Música, obra que reestrutura o antigo prédio da Escola Estadual Monsenhor Mâncio Ribeiro, ampliação do sistema de abastecimento de água, quatro pontes de concreto na rodovia PA-458, acesso à praia de Ajuruteua, além da construção do terminal municipal de cargas e passageiros

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *